13 de jun de 2010

Breve reflexão

Eu tento não assustar. Ando sufocando promessas comuns, palavras sem sentido. Basta saberem a mim. E é só.

Eu não mais falo juras, eu as faço. Na minha mudez eu renuncio ruídos falsos. Eu grito o silêncio do meu sentimento fincando unhas e dentes porque a verdade é que não aprendi a dizer.

Eu não sei soar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário