30 de set de 2013

Adeus

Então... Vou embora.
Vou embora por uns tempos aí.
Para uns, fui antes...
Outros eu vi partir.
Vou deixar de lado o conforto do meu ser
E bailar pela vida.
Deixar o tempo me transformar
da maneira mais linda possível
no que eu hei de ser.

Pois é, eu vou
Porque se for pra ficar
Fico só em pensamento

E se sobrar saudade por onde passei
Peço que seja saudade sem delonga dolorosa.
Só e somente só
a lembrança contente do meu farfalhar.